ABUSO SEXUAL INFANTIL 

Considerando a ausência de marcas físicas no corpo da criança ou adolescente ou de testemunhas que comprovem o abuso sexual, a entrevista com a criança ou adolescente pode ser considerado o principal instrumento que comprove a violência sofrida pela vítima.

A entrevista psicológica é uma técnica privilegiada no processo de perícia, pois possibilita, através da análise da comunicação verbal e não verbal, conhecer dados provenientes de diversas fontes. Portanto, deve ser realizada em um ambiente protegido e empático, permitindo a manifestação das emoções e dos pensamentos do periciado, isentando-o da culpa. Desta forma é possível traçar o perfil da vítima.

O laudo de perícia é estruturado, tem por finalidade relatar de maneira descritiva, metódica, fiel e objetiva os dados coletados durante a perícia. Embora os sintomas apresentados possam estar ligados ao acontecimento traumático, somente eles não são suficientes para comprovar a ocorrência do abuso sexual, sendo desta forma o testemunho da vítima a principal instrumento de comprovação do abuso sexual.

 

COMPARTILHE, para que chegue em pessoas que precisam desta informação!